Foto: Chico Bezerra/PJG

Jaboatão capacita Agentes Comunitários de Saúde para atuar no combate à violência contra mulher

A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, por meio da Secretaria Executiva da Mulher, promoveu, na manhã desta sexta-feira (11), no auditório do Hotel Golden Beach, em Piedade, uma formação sobre políticas públicas para as mulheres para cerca de 800 Agentes Comunitários de Saúde (ACS). A capacitação, realizada em parceria com diversas instâncias municipais, contou com o apoio de representantes da Secretaria Estadual da Mulher. Ao longo do evento, foram apresentadas orientações sobre ações preventivas e de enfrentamento à violência de gênero, além dos canais de atendimento da rede de serviços da cidade.

A maior parte das agressões contra mulheres geralmente ocorrem dentro de casa e, na maioria das vezes, quem ataca é uma pessoa que convive com a vítima. Ao se deparar com uma situação de hostilidade, os agentes necessitam desenvolver o trabalho social e conhecer quais ferramentas poderão ser utilizadas para garantir a proteção e a promoção de direitos e a ruptura do ciclo de violência – o olhar sensível a sintomas muitas vezes silenciados pelo medo é essencial durante as visitas domiciliares.

Secretário municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania, Joselito Nunes destacou a importância da capacitação para os agentes comunitários, uma vez que, segundo o gestor, “eles possuem papel de grande relevância para as comunidades em que residem e/ou atuam, pois atuam como elo entre moradores e o poder público, além de conhecerem de perto os problemas enfrentados pela população, as demandas e as necessidades particulares de cada morador.

Em seguida, o secretário de Saúde do Jaboatão dos Guararapes, Alberto Lima, lembrou que, atualmente, a prefeitura trabalha na implantação do protocolo de atenção à saúde da mulher, iniciativa presente em apenas quatro municípios brasileiros e que conta com o apoio do Ministério da Saúde e do Hospital Sírio-Libanês. “A atual gestão trata a Saúde com a seriedade que a área demanda. Jaboatão é uma das quatro cidades brasileiras que estão buscando implantar esse protocolo, que, com certeza, quando estiver em operação, vai contribuir bastante para melhorar o cuidado e a atenção para com as mulheres do nosso município”, afirmou o secretário.

“Não podemos deixar de reconhecer o papel que os Agentes Comunitários de Saúde desempenham junto às comunidades mais carentes da cidade. Sabendo disso, e conscientes da importância do debate sobre a prevenção e o enfrentamento à violência de gênero, decidimos realizar essa formação, com o objetivo de reduzirmos os índices de violência doméstica e familiar contra a mulher”, acrescentou Juliana Paranhos, secretária-executiva da Mulher do Jaboatão dos Guararapes.

Veja também

Rede municipal de ensino do Jaboatão espera 69 mil alunos na volta às aulas

Os alunos da rede municipal de ensino do Jaboatão dos Guararapes voltaram às aulas nesta …