Foto: Chico Bezerra/PJG

Jaboatão reduz em 26% índice de infestação do Aedes aegypti

O Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), metodologia advinda da Ministério da Saúde, apontou que, em 2018, o município do Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana, conseguiu reduzir, em 26% – em relação ao ano anterior – o número de focos do Aedes aegypti, mosquito transmissor de arboviroses como dengue, zika vírus e chikungunya. De acordo com o estudo, Engenho Velho, Marcos Freire, Candeias e Guararapes estão entre os bairros que registraram maior redução. O resultado positivo, mesmo no período climático mais favorável à proliferação do mosquito, só foi possível graças à atividades educativas e de combate a possíveis focos implementadas pela Secretaria Municipal de Saúde.

Dados da secretaria apontam que, somente no primeiro semestre deste ano, foram realizadas 42 atividades pedagógicas em creches, escolas e associações de moradores, atingindo um público total de mais de 10 mil pessoas. Segundo a superintendente de Vigilância à Saúde do Jaboatão dos Guararapes, Vânia Freitas, outro destaque foi a contratação de profissionais para aplicação de larvicida em possíveis focos de proliferação do mosquito, que atuaram, ainda, como vetores de conscientização junto à população.

‘’A contração temporária de 41 novos agentes de combate a endemias, em conjunto com a realização de mutirões de combate aos focos do Aedes aegypti, ao longo de três sábados a cada mês, ajudaram a reduzir o índice. A atual gestão entende que aliar ações de combate ao mosquito a campanhas educativas possui impacto direto na redução de casos, o que pode ser confirmado por meio do LIRAa ”, afirmou Vânia Freitas.

Veja também

Jaboatão promove mutirão voluntário de limpeza das praias do município

A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes e a organização internacional Ocean Conservancy realizaram, no último …