Foto: Matheus Britto/PJG

Ministério das Cidades anuncia investimentos de R$ 197 milhões para obras de saneamento em Jaboatão

O Ministério das Cidades anunciou, nesta quinta-feira (24), o investimento de R$ 197 milhões para obras de saneamento ambiental no Jaboatão dos Guararapes. Os recursos visam ampliar a cobertura do sistema de esgotamento sanitário do município, de forma a garantir o tratamento de 100% do esgoto coletado e aumentar o índice de atendimento da população atendida com água. O anúncio foi feito pelo ministro Bruno Araújo, durante solenidade realizada no bairro da Ilha do Leite, no Recife, evento que contou com a participação do prefeito Anderson Ferreira e de gestores e representantes de outras cidades da Região Metropolitana do Recife (RMR) e Goiana que serão beneficiadas com os recursos federais.

A execução das obras ficará a cargo da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP) firmada com a empresa BRK Ambiental. Os recursos serão aplicados na implantação de 70 km de redes coletoras, emissários e linhas de recalque e ligações prediais, além da implantação de oito estações elevatórias e de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). As intervenções irão beneficiar cerca de 47 mil pessoas dos bairros de Barra de Jangada, Candeias, Guararapes, Lagoa das Garças, Sotave e Prazeres, além das comunidades situadas às margens da BR-101.

O prefeito Anderson Ferreira destacou a importância dos investimentos e disse que as obras irão auxiliar a reduzir o déficit do município na área de saneamento – atualmente, apenas cerca de 6% de toda a extensão territorial do município possui rede de esgoto.

“Jaboatão dos Guararapes, a segunda maior cidade de Pernambuco, lida com a dura realidade de ter apenas 6% de todo o seu território contemplado por um sistema de esgotamento sanitário. Esses recursos irão nos auxiliar a continuar a trabalhar para mudar essa triste realidade, uma vez que já começamos a trabalhar na primeira etapa das obras. Investir em saneamento básico é investir, também, em saúde pública, otimizar gastos, e, principalmente, tratar a população com a dignidade que lhe é cabida”, afirmou o prefeito.

De acordo com o ministro Bruno Araújo, o montante irá possibilitar o investimento em obras que garantam a melhoria das condições de saneamento dos municípios. O modelo de parceria público-privada, segundo ele, vai permitir que os serviços sejam executados com mais agilidade – a expectativa é de que as obras sejam concluídas nos próximos quatro anos.

“Esse montante vai permitir que todo o esgoto coletado nos municípios atendidos receba o devido tratamento, o que significa dizer que os cinco sistemas de esgotamento sanitário, após essas obras, passarão a ser universalizados. Optamos por uma parceria público-privada porque, se fôssemos esperar para tocar essas obras unicamente com recursos públicos, levaríamos décadas para concluir um serviço que queremos entregar à população ao longo dos próximos quatro anos”, explicou.

Ao todo, serão destinados R$ 906,04 milhões para ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário da RMR e R$ 125,07 milhões para obras de contenção de encostas em 77 localidades que apresentam riscos de desabamentos.

Veja também

Projeto Educação Inclusiva ganha prêmio nacional

Lançado no último mês de agosto pela Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, o Projeto Educação …

Deixe uma resposta