Foto: Matheus Britto/PJG

Oitenta e um catadores digitais concluem curso de capacitação oferecido em Jaboatão

Os 81 catadores profissionais da primeira turma do projeto Catador Digital receberam os certificados de conclusão do curso, nesta sexta-feira (18), durante cerimônia realizada no Centro Cultural Miguel Arraes de Alencar, no município do Jaboatão dos Guararapes. O curso foi fruto da parceria entre a Prefeitura do Jaboatão e a Seja Digital, com o objetivo de preparar mão de obra e garantir uma nova alternativa de renda para os trabalhadores. Os catadores profissionais cadastrados no programa Coleta Seletiva aprenderam a consertar televisores de tubo que estão sendo descartados depois da mudança do sinal analógico para o digital e. também, a fazer arte com os aparelhos e peças. A entrega dos certificados ocorreu simultaneamente e m 15 capitais brasileiras, mas Jaboatão está sendo considerada a cidade referência.

O curso durou três semanas e foi organizado pela Secretaria Executiva de Assistência Social do Jaboatão. Além de garantir a capacitação dos profissionais, outros foram preparados para repassar o aprendizado durante a continuidade do projeto. Outro objetivo do Catador Digital é conscientizar a população a não jogar os aparelhos eletrônicos em locais impróprios e, assim, evitar um tipo de poluição muito perigosa para a saúde.

Rita de Cássia da Silva, catadora há três anos, não escondia a emoção de participar do projeto. “Minha curiosidade era descobrir como encontrar a peça com defeito no meio de tantas outras. E aprendi. Mas também descobri que sou capaz de produzir arte com as coisas que as pessoas veem como lixo e poluem o meio ambiente com metais tão perigosos. Há três anos cato lixo e é a primeira vez que a prefeitura faz um trabalho tão importante como esse. Estou muito orgulhosa e agradecida por participar”, disse Rita, ao receber o certificado.

Secretária-executiva de Assistência Social do Jaboatão, Carla Lapa destacou que nada mais justo que oferecer a essas pessoas uma nova oportunidade. “O projeto Catador Digital continuará capacitando esses profissionais e ainda terá uma loja onde eles poderão comercializar as TVs recondicionadas e as artes que produzirão”, contou. O secretário municipal de Desenvolvimento Social, Joselito Nunes, ressaltou que a mudança que o prefeito Anderson Ferreira se comprometeu em fazer no município já começou e esse projeto é exemplo disso. “É um trabalho de inclusão social, de geração de renda e cuidado com o meio ambiente”, acrescentou o secretário.

Representando a empresa Seja Digital, a gerente regional Neilza Buarque destacou a parceria com a Prefeitura do Jaboatão para que o município seja considerado referência do Catador Digital. “O prefeito Anderson Ferreira é um visionário, assim como toda a sua equipe. Jaboatão deslanchou e isso aqui é a semente para fazer este projeto crescer. É um projeto de inclusão cidadã, com profissionais selecionados no próprio município, que agora têm formação e estão habilitados a buscar novas formas de renda. É um legado que esta parceria está deixando”, afirmou a executiva.

Veja também

Rede municipal de ensino do Jaboatão espera 69 mil alunos na volta às aulas

Os alunos da rede municipal de ensino do Jaboatão dos Guararapes voltaram às aulas nesta …