Prefeitura implanta projeto de conscientização sobre descarte correto de resíduos orgânicos e eletrônicos

O descarte de lixo eletrônico em aterros sanitários é extremamente perigoso. Isso porque o chumbo e o mercúrio – substâncias danosas para a saúde humana – estão presentes em computadores, celulares e outros aparelhos. Pensando nisso, a Secretaria Executiva de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semag) da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes deu início à Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P), um projeto de conscientização que pretende alertar sobre a forma correta de descartar esses itens, a fim de evitar danos ao meio ambiente, e, consequentemente, à saúde de seres humanos e animais.

“Essas substâncias são vilãs silenciosas que podem pôr em risco a saúde do ser humano e do meio ambiente como um todo”, avalia o analista ambiental da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, Moacir Marinheiro. Segundo ele, a implementação do programa conta com um trabalho de educação ambiental e conscientização dos servidores para a redução do consumo de água e energia elétrica.

Além disso, pontos de coleta de lixo eletrônico e reciclável foram instalados no prédio da Semag como parte de um projeto piloto. “Já estamos recebendo óleo de cozinha,  pilhas, baterias, papel, plástico, metal, canetas, lapiseiras, esponjas, escovas de dente, tubos de creme dental e materiais eletrônicos”, ressaltou Moacir, ao acrescentar que estão sendo coletados resíduos orgânicos para serem utilizados em compostagem e minhocários, contribuindo na produção de adubo orgânico.

Os resíduos coletados são enviados para o Programa de Coleta Seletiva do Município e empresas como a ASA e a Terracycle.

Veja também

Rede de saúde do Jaboatão ganha 20 novos leitos de UTI

O secretário municipal de Saúde da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, Alberto Lima, participou, na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.