423ª Festa do Glorioso Santo Amaro, no Jaboatão, chega ao fim após 10 dias de tradição e fé

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Após um ciclo de 10 dias de celebrações eucarísticas e manifestações religiosas, se encerrou, na noite dessa sexta-feira (15), a 423ª edição da Festa do Glorioso Santo Amaro, no município do Jaboatão dos Guararapes. A missa de encerramento foi celebrada pelo arcebispo metropolitano de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, e, logo em seguida, uma carreata percorreu ruas e avenidas da região central da cidade para acompanhar o andor que carregava a imagem do padroeiro do município.

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, esse ano, as celebrações eucarísticas ganharam novo formato, com missas realizadas em modelo drive-in, e transmitidas ao vivo por meio do canal da Paróquia de Santo Amaro no YouTube. A realização da Festa do Glorioso Santo Amaro conta com o apoio da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, por meio da Secretaria Executiva de Turismo, Cultura, Esportes e Lazer.

Dom Fernando Saburido, por sua vez, ressaltou a importância da Festa do Glorioso Santo Amaro não apenas para o calendário católico, mas para todo o ciclo religioso e cultural do estado, por sua capacidade de agregar e unir as pessoas por meio da fé. “É realmente uma grande bênção poder realizar essa festa ano após ano. Seguimos todos os protocolos sanitários para evitar a disseminação do novo coronavírus. Sentimos um carinho muito grande pelo povo do Jaboatão e não podemos deixar de agradecer à prefeitura pelo apoio ao evento”, afirmou o religioso.