Foto: Chico Bezerra/PJG

Jaboatão reduz em 26% índice de infestação do Aedes aegypti

O Levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), metodologia advinda da Ministério da Saúde, apontou que, em 2018, o município do Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana, conseguiu reduzir, em 26% – em relação ao ano anterior – o número de focos do Aedes aegypti, mosquito transmissor de arboviroses como dengue, zika vírus e chikungunya. De acordo com o estudo, Engenho Velho, Marcos Freire, Candeias e Guararapes estão entre os bairros que registraram maior redução. O resultado positivo, mesmo no período climático mais favorável à proliferação do mosquito, só foi possível graças à atividades educativas e de combate a possíveis focos implementadas pela Secretaria Municipal de Saúde.

Dados da secretaria apontam que, somente no primeiro semestre deste ano, foram realizadas 42 atividades pedagógicas em creches, escolas e associações de moradores, atingindo um público total de mais de 10 mil pessoas. Segundo a superintendente de Vigilância à Saúde do Jaboatão dos Guararapes, Vânia Freitas, outro destaque foi a contratação de profissionais para aplicação de larvicida em possíveis focos de proliferação do mosquito, que atuaram, ainda, como vetores de conscientização junto à população.

‘’A contração temporária de 41 novos agentes de combate a endemias, em conjunto com a realização de mutirões de combate aos focos do Aedes aegypti, ao longo de três sábados a cada mês, ajudaram a reduzir o índice. A atual gestão entende que aliar ações de combate ao mosquito a campanhas educativas possui impacto direto na redução de casos, o que pode ser confirmado por meio do LIRAa ”, afirmou Vânia Freitas.

Veja também

Procon Jaboatão promove ação itinerante na semana do Dia Mundial do Consumidor

Para fechar as atividades em comemoração ao Dia Mundial do Consumidor, celebrado nesta sexta-feira (15), …