Prefeitura do Jaboatão inicia implantação do Plano Municipal para Redução de Riscos e Desastres

A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, juntamente com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), apresentaram nesta quarta-feira (31), no Complexo Administrativo, em Jardim Jordão, o Plano Municipal de Redução de Risco (PMRR) voltado para o município. O objetivo é elaborar ações estratégicas para realizar o monitoramento, redução e controle de situações em áreas de risco que serão mapeadas na cidade. Participaram do encontro secretários municipais, gestores e representantes da UFPE.

Em Pernambuco, apenas dois municípios foram beneficiados com o PMRR, entre eles Jaboatão. Os recursos financeiros para elaboração do plano serão custeados pelo Ministério das Cidades, por meio da Secretaria Nacional de Periferias.

Durante as etapas serão feitos mapeamentos das áreas com indicativo de possíveis intervenções para minimizar desastres. As equipes vão percorrer as localidades promovendo reuniões e oficinas abordando o tema e, na etapa final, serão promovidas audiências públicas para levantamento de propostas. A previsão é que o plano seja concluído num prazo de 18 meses.

“Esse plano é fundamental para que possamos trabalhar estrategicamente as ações voltadas para a prevenção de desastres em parceria com outras instituições e a sociedade civil. Juntos poderemos construir uma cidade mais segura para todos”, explica o secretário de Defesa Civil do Jaboatão, Elton Moura.

De acordo com o coordenador geral do PMRR e professor da UFPE, Fabrízio Listo, o plano norteará as ações para mitigar os desastres nas áreas de risco do município. “Faremos um trabalho envolvendo a gestão municipal e a população para uma efetiva gestão de riscos em Jaboatão”.

COMITÊ

O prefeito Mano Medeiros assinará, nos próximos dias, o decreto municipal criando o Comitê de Gestão para Redução de Riscos e Desastres com objetivo de planejar, monitorar e apoiar a elaboração do PMRR. O comitê dará suporte no trabalho de campo das equipes técnicas, com apoio da Defesa Civil e agentes comunitários de saúde.