Prefeitura do Jaboatão mantém equipes de prontidão para evitar manchas de petróleo na orla da cidade

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Equipes da Secretaria Executiva de Meio Ambiente e da Superintendência de Defesa Civil do Jaboatão dos Guararapes continuam de prontidão em toda a extensão da orla do município com o objetivo de detectar manchas de petróleo e evitar o contato do material com a orla das praias de Barra de Jangada, Candeias e Piedade. O monitoramento é realizado por ar com drones e paramotores; no mar, com barcos e jetskis; e por terra, com rondas feitas por agentes do grupamento ambiental em quadriciclos. Apesar de o Ibama ter emitido alerta de que resíduos poderiam chegar ao município, até o momento nada foi encontrado.

Nessa segunda-feira (21), o prefeito Anderson Ferreira esteve no ponto de fiscalização montado em Barra de Jangada, às margens do Rio Jaboatão, e ressaltou a importância de os pernambucanos estarem atentos a este desastre ambiental. “Desde terça-feira passada, quando fiz o alerta sobre os riscos de nosso litoral ser atingido por essas manchas, montamos um protocolo próprio para proteger nossas praias. Nosso monitoramento tem se mostrado eficaz, mas temos que redobrar a atenção. As manchas já chegaram muito perto do estuário do Rio Jaboatão, por isso temos que evitar que se aproximem. Estamos protegendo os arrecifes e é preciso destacar que milhares de tartarugas-marinhas estão chegando para desovar”, disse o gestor.

Além da intensificação do monitoramento, uma barreira flutuante será utilizada, caso alguma mancha de petróleo seja vista pelos tripulantes do barco que está de prontidão no mar. A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes tem mais de 300 funcionários prontos para entrar em ação, caso as manchas cheguem à orla.