loader image
0%

Prefeitura do Jaboatão entrega certificados aos 150 alunos da primeira turma do curso de Economia Solidária

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Os primeiros 150 participantes do projeto Jaboatão Gerando Renda Solidária receberam, nesta quinta-feira (9), certificados de conclusão de curso. As entregas aconteceram no Centro de Orientação Permanente de Economia Solidária (Copes), em Piedade; na Biblioteca Municipal, em Jaboatão Centro; e na sede da Regional 3, no Curado. Desde o início do ano, a Secretaria Executiva de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo (Setqe) tem oferecido cursos em diversas áreas da economia solidária, tendo contemplado com qualificações, somente nesta primeira etapa, 450 jaboatonenses.

De acordo com o secretário-executivo da Setqe, Daniel Pessoa, o projeto ganha grande notoriedade diante do atual cenário econômico, por possibilitar a implementação de políticas públicas voltadas ao fomento do setor. “Os cursos oferecidos à população fortalecem as práticas empreendedoras, garantindo geração de renda aos munícipes envolvidos nos trabalhos de economia solidária. Além dos cursos de aperfeiçoamento, os participantes receberão orientações sobre como montar o próprio negócio, um estímulo a mais para quem deseja empreender”, destacou o gestor.

Rejane Trindade, professora do curso, destacou a importância da formação para os artesãos participantes. “Fiquei muito feliz por poder ensinar sobre sustentabilidade e discutir um pouco sobre a economia criativa com nossos alunos. Através das aulas proporcionadas pela prefeitura, os estudantes começaram a aumentar a renda familiar, com bijuterias feitas com materiais que seriam descartados”, comentou.

Eliane Vieira, aluna do curso de confecção de bijuterias e acessórios com materiais recicláveis, disse ter ficado feliz com a oportunidade oferecida pela gestão municipal. “Aprendemos novas técnicas para aprimorar nosso ofício. Fiquei muito feliz pela oportunidade de poder trabalhar com sustentabilidade. Vários materiais que iriam para o lixo, nós aproveitamos e transformamos em bijuteria”, afirmou.

Close Panel
X
Skip to content